sexta-feira, dezembro 14, 2018
Home » Linux » Funcionamento da tecla DELETE no Gnome 3

Funcionamento da tecla DELETE no Gnome 3

Quem utiliza o GNOME 3 já deve ter notado que, ao tentar excluir um arquivo ou pasta, a tecla Delete “não funciona”. E provavelmente contornou o “problema” com a opção “Mover para a lixeira” do menu de contexto…
Na verdade, a tecla Delete funciona de uma forma diferente no GNOME 3. Para utilizá-la, você precisa teclar também, simultaneamente, a tecla Control (Ctrl+Delete).
Parece que o objetivo deste comportamento é evitar a exclusão acidental de um arquivo. Mas, para muitos usuários, pode ser um recurso inconveniente (mais um…).

Para restaurar o uso normal da tecla Delete, você pode utilizar o dconf-editor (no Fedora 15, instale o pacote dconf-editor):
1. Tecle Alt+F2 e execute o comando dconf-editor;
2. Localize o esquema org > gnome > desktop > interface (navegue pela árvore) e marque a opção “can-change-accels” (não feche o dconf-editor!):
Abra o Nautilus, selecione um arquivo que possa ser removido (por segurança), acesse o menu Editar, posicione o mouse sobre a opção “Mover para a lixeira” (sem clicar!) e pressione duas vezes a tecla Delete:
3.1. Note que, após pressionar duas vezes a tecla Delete, o atalho do teclado é modificado de “Ctrl+Delete” para “Delete”;
4. Volte para a janela do dconf-editor e desmarque a opção “can-change-accels“:
5. Feche o dconf-editor.
Pronto. A tecla Delete deve estar funcionando conforme manda a tradição. 🙂
 
Créditos: http://linuxlike.blogspot.com.br/2011/05/funcionamento-da-tecla-delete-no-gnome.html

Sobre Diego Duarte

Diego Duarte atua como coordenador de suporte, é apaixonado por TI e arranha um violãozinho nos finais de semana

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário