quarta-feira, dezembro 19, 2018
Home » Artigos » Minha senha é segura

Minha senha é segura

Introdução

Vamos falar sobre senhas: pequenas palavras ou frases, podendo ou não fazer sentido e que nos impedem de bisbilhotar as coisas dos outros e de ser bisbilhotado, correto? Pelo menos no conceito sim, mas na prática….

No tempo em que atuei como professor de informática básica, pude notar que 99% dos alunos usam senhas decadeado telefone, data de nascimento, nome do cachorro, entre outras senhas medíocres fortalezas inquebráveis

Uma senha forte é uma senha que não tem lógica nenhuma, ligação nenhuma com o mundo em que você vive, adicionado com caracteres maiúsculas, minúsculas, símbolos e números.

Para se criar algumas senhas assim, pense em algumas palavras como:

Mesa De Bilhar –> [email protected]
Pernilongo chato –>[email protected]
feijão –> [email protected]

Acima mostro apenas alguns exeplos fáceis.

Há ainda, algumas maravilhas chamadas de GERADORES DE SENHA. Usamos para que ele defina uma senha aleatória, sem sentido algum, e ainda por cima, nos permite escolher se terão números, letras e simbolos

Geradores de Senha. Conheça alguns deles:

http://www.geradordesenha.com.br/
http://geradordesenha.com.br/

Testando minha senha

Para saber se sua senha é forte existem vários sites que geram esta informação e um deles é o

http://howsecureismypassword.net/

Ele informa quanto tempo um software irá demorar para fazer a quebra da senha (lembrando que se mostrar que a senha demora muitos anos para ser descoberta , isso só quer dizer que sua senha é complexa, mas não inquebrável).

Outro site extramamente útil é o

http://testedesenha.com.br/

Ele te dá pontuações sobre a complexidade da senha. Vale o clique!

Após deixar sua senha complexa com 64 caracteres, temos outro problema: DECORAR ESSA SENHA!

Vale o bom senso e lembre-se: nunca anote a senha do cartão do banco no próprio cartão do banco!

Sobre Diego Duarte

Diego Duarte atua como coordenador de suporte, é apaixonado por TI e arranha um violãozinho nos finais de semana

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário