terça-feira, fevereiro 19, 2019
Home » Antivirus » 6 dicas para proteger suas informações de TI de um ransomware

6 dicas para proteger suas informações de TI de um ransomware

Também usamos o termo sequestrador digital, o ransomware pode trazer grandes prejuízos aos clientes e aos prestadores de serviço. Neste artigo abordaremos alguns tópicos de como nos proteger dessa praga virtual

Nos últimos anos muitos sites noticiaram sobre os riscos e prejuízos causados por ransomwares, atingindo desde pessoas físicas até as grandes corporações.

O que é ransomware?

Ransomware é um código malicioso que bloqueia todo o acesso de um aparelho, seja ele computador, servidor ou dispositivo móvel, e normalmente por criptografias. Mesmo se pagar pelo resgate, geralmente em bitcoins ou outra criptomoeda, não há garantias de que a devolução dos dados (senha para descriptografar) de fato será enviada.

Mesmo não existindo uma solução 100% segura, há caminhos para garantir a integridade de seus dados e minimizar o ataque, caso ele ocorra.

1. Faça uma cópia de segurança realmente eficaz de seus dados

Aumente a proteção sobre os seus dados armazenando-os em disco externo ou em uma rede segregada com criptografia, independente do porte da sua empresa. Se a sua rede for invadida ou prejudicada por vírus, esse método vai te livrar de atrasos e prejuízos.

  • Armazene duas cópias em dois dispositivos com storages diferentes, como discos internos e mídias removíveis;
  • A terceira cópia em backup fora do site, sendo a nuvem uma das alternativas.

2. Antivírus em toda a rede não é opcional

É necessário um antivírus com a mesma potência para combater esse cibercrime.

Especializadas em segurança cibernética, Trend Micro e Kaspersky Lab são algumas das empresas que fornecem proteção para essa finalidade. O meio mobile também deve ser considerado, pois está igualmente propenso aos riscos e fraudes.

Atente-se à instalação e atualização de antivírus não só em computadores desktop e notebook. Adote esse costume para o seu tablet e smartphone, para que esses aparelhos continuem oferecendo mais mobilidade no trabalho.

3. Mantenha o Windows Update atualizado

Outra forma de proteger seu computador é instalar atualizações de segurança do Windows Update.

Mesmo com um índice altíssimo de negligência pelas empresas, principalmente as de pequeno porte; manter um parque atualizado é fundamental.

4. Estabeleça uma política de Segurança da Informação

Permitir ou não pendrives? há políticas de internet? Deixar claro para os colaboradores da sua empresa o que é permitido fazer na rede corporativa e o que é proibido é uma forma simples e necessária.

A pesquisa global de Segurança da Informação 2017, da PwC, consultou mais de 10 mil executivos de TI e de práticas de segurança e privacidade da informação. A análise mostra que ao mesmo tempo que o avanço digital traz benefícios, exige agilidade na mesma proporção:

59% das empresas mostram impactos dos avanços digitais nos investimentos em segurança;

63% das corporações executam operações de TI em nuvem e 34% utilizam essa via para atendimento ao cliente;

62% praticam a gestão de cibersegurança e privacidade;

57% contam com a biometria para autenticação;

49% das empresas que usam software de código aberto constataram melhora na cibersegurança.

5. Capacite a equipe a cuidar de seus dados pessoais

Invista na capacitação dos colaboradores que ficarão na linha de frente, ou seja, que precisam se atualizar sobre as boas práticas e política de Segurança da Informação.

Sempre se pergunte: “Se houver uma tentativa de engenharia social em minha empresa, como minha equipe irá se resguardar?”

É cada vez mais comum a tentativa de informações sigilosas e de acesso via telefone e e-mail. Manter os analistas de suporte atentos a isto pode garantir a segurança de seus dados e de seus clientes.

6. Revisão periódica

É fundamental um check-up periódico para o bem-estar da sua empresa. Conte com uma tecnologia avançada que faça uma varredura eficiente e que aponte áreas vulneráveis da sua corporação, automatizando e monitorando esse processo. Não invista apenas no seu ativo de TI. Se antecipe aos possíveis ataques do mundo digital.

Não espere o ransomware chegar para combatê-lo. Prevenir é melhor que remediar

Confira se os programas de proteção que utiliza estão atualizados e se realmente são preparados para bloquear o ransomware. Atente-se a uma proteção eficiente em gestão de senhas, em anti-ransomware e anti-malware.

Amplie a organização das informações por meio de políticas de uso de dados e adote uma ferramenta que permita ou bloqueie determinados colaboradores sobre o acesso a dados sigilosos.

Gostou deste artigo? comente conosco seu ponto de vista e acompanhe também nossa sessão de artigos. Deixe seu e-mail ao lado para receber as novidades e se você tiver outras dicas de áreas tecnológicas, compartilhe conosco mandando seu artigo

Sobre Diego Duarte

Diego Duarte atua como coordenador de suporte, é apaixonado por TI e arranha um violãozinho nos finais de semana

2 comentários

  1. Fellyppe Lima

    Boas orientações. Artigo muito bom.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário