Gestão e Liderança

8 indicadores que não podem faltar em um Gestor de TI estratégico

191 views
Nenhum comentário
0
(0)

O mercado demanda por um setor de Recursos Humanos cada vez mais estratégico para garantir a vantagem competitiva. Para gerar impactos favoráveis aos resultados da empresa, de maneira alinhada ao core do negócio, a Vidalink, maior empresa de plano de bem-estar corporativo do Brasil, reforça a importância do RH acompanhar e analisar diversos indicadores-chave que refletem o desempenho e o impacto das práticas de gestão de pessoas.

Vidalink alerta sobre a importância de incorporar um indicador de bem-estar junto ao acompanhamento dos principais KPIs para mensuração do sucesso em ações de um time de TI de alta performance

“Os KPI’s fornecem indicadores valiosos sobre o desempenho geral do setor de RH, ajudando a tomar decisões mais embasadas, identificar áreas de melhoria e monitorar o progresso ao longo do tempo. Podemos dizer que estas informações são como uma bússola para o negócio e também devem fazer parte do processo de construção da cultura organizacional”, afirma Luis Gonzalez, CEO da Vidalink.

Luis Gonzalez lista oito indicadores fundamentais a serem mantidos no radar do RH para garantir uma atuação estratégica.

1. Custo Total do Funcionário

O indicador de Custo Total do Funcionário vai além do simples salário pago ao colaborador, pois inclui todos os benefícios (vale-refeição ou alimentação, vale-transporte, auxílio creche, etc), encargos trabalhistas (FGTS, INSS, férias, 13º salário) e manutenção do quadro de pessoal. Outras estimativas também devem ser levadas em conta, como o custo do processo de contratação e afastamentos. Isso permite que os investimentos em benefícios e desenvolvimento pessoal sejam justificados e alinhados aos objetivos estratégicos da empresa.

2. Turnover 

Também conhecido como rotatividade, é uma das métricas mais importantes para o RH, pois mede a taxa de entrada e saída de funcionários em uma empresa em um determinado período de tempo. Uma alta rotatividade pode indicar problemas como: gestão de pessoas, retenção de talentos, clima organizacional ou insatisfação com as políticas internas, além de gerar custos adicionais à empresa com demissões, recrutamento e seleção, e treinamento de novos funcionários.

3. Absenteísmo

O absenteísmo mede a taxa de faltas dos colaboradores no trabalho. Essas ausências podem ser justificadas por questões de saúde, licenças, férias ou outros motivos pessoais. Um número alto pode ter impactos na produtividade da equipe e pode indicar problemas no ambiente de trabalho, falta de motivação ou até mesmo problemas de saúde e bem-estar dos colaboradores.

4. Clima Organizacional

O indicador de clima organizacional mede a percepção dos colaboradores sobre o ambiente de trabalho e a cultura da empresa. Ele reflete a satisfação, motivação e o grau de engajamento dos funcionários com suas atividades e com a organização como um todo. É essencial que o RH realize pesquisas de clima organizacional periodicamente para identificar pontos de melhoria e implementar ações que promovam um ambiente de trabalho saudável, estimulante e motivador.

5. Engajamento 

O engajamento é crucial para medir a motivação e comprometimento da equipe. É possível mensurar por meio de pesquisas de clima organizacional, em que os funcionários respondem a questionários sobre seu nível de envolvimento, satisfação e percepções em relação à empresa. Outra abordagem é analisar a taxa de rotatividade de funcionários, já que colaboradores mais engajados tendem a permanecer na empresa por mais tempo. O monitoramento e o feedback do desempenho nas atividades devem fazer parte do dia a dia.

6. Retorno sobre investimentos (ROI)

Considerado um dos indicadores mais importantes, o ROI serve para mensurar os resultados sobre os investimentos em recrutamentos, treinamentos, desenvolvimento, equipamentos e outras ações relacionadas ao capital humano. Para mensurar o retorno sobre o investimento, é necessário realizar um cálculo que leve em conta o quanto a empresa ganhou e o quanto ela gastou para chegar a tal objetivo. 

ROI = (receita – custo) / custo


Para encontrar o valor em porcentagem, é só multiplicar o valor final por 100.

Então, supondo que o RH gastou R$8mil em processo seletivo, equipamentos e treinamento para novos colaboradores, e estes geraram um lucro para a empresa de R$24 mil. Teremos o seguinte cálculo:

ROI = 24.000 – 8.000 / 8.000

ROI = 2 

Ou seja, o retorno sobre o investimento foi duas vezes maior que o custo inicial.

7. Reclamações trabalhistas

O monitoramento sobre os processos judiciais ou reclamações de colaboradores relacionadas a questões trabalhistas permite identificar problemas na gestão de pessoas ou no cumprimento das leis. Além do impacto financeiro, as reclamações trabalhistas podem prejudicar a imagem da empresa e afetar a motivação e a confiança dos colaboradores. 

8. Indicador de bem-estar

Os KPIs não devem ser geridos sem considerar um aspecto fundamental para os recursos humanos: o bem-estar. O colaborador deve ser apoiado em todos os pilares: saúde física e mental, alimentação, exercícios físicos e desenvolvimento profissional e pessoal. 


É essencial a organização levar em consideração esse ponto, uma vez que demonstrar cuidado e preocupação com o bem-estar do colaborador ajuda a criar um clima organizacional positivo, aumentar a retenção de talentos, impulsionar a criatividade e inovação, melhorar a reputação da empresa e sustentar o desempenho a longo prazo. 

Essa é uma estratégia inteligente que auxilia positivamente os outros indicadores, beneficiando tanto os funcionários, quanto a organização. O RH da empresa pode realizar uma pesquisa para verificar o nível de satisfação dos colaboradores em relação a estes pontos, a fim de propor programas de benefícios mais condizentes com o quadro interno.

Sobre a Vidalink

A Vidalink é uma empresa de bem-estar corporativo, que acredita que todas as pessoas têm um desejo natural de levar a vida de maneira saudável e equilibrada. Pioneira na combinação de humanização e tecnologia para oferecer uma nova geração de benefícios integrados para o colaborador em todos os sentidos: mental, físico, e também evolução pessoal e profissional, tudo em um mesmo aplicativo.

São mais de 250 clientes e acima de 4 milhões de usuários. Grandes marcas como Apple, iFood, Johnson & Johnson, Nestlé, PepsiCo, Salesforce, Tim, Vivo e Warner Bros já incorporam os benefícios da Vidalink no ambiente de trabalho.

Mais informações em: https://vidalink.com.br

O que você achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Ajude o site a crescer compartilhando o conteúdo

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Tags: indicadores

Artigos Relacionados

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário

Secured By miniOrange