sábado, agosto 24, 2019
Home » Carreira & Capacitação » Maiores reclamações dos profissionais de TI

Maiores reclamações dos profissionais de TI

Atualmente, a tecnologia tem se mostrado cada vez mais coadjuvante para uma estratégia de alto impacto para as corporações. A demanda por profissionais qualificados criou um desafio para o RH e para os gestores que desejam ter uma equipe de ponta: Como atrair e reter esses talento?

Segundo levantamentos efetuados pelo CIO e pela Manpowe Group, listamos as 5 maiores reclamações de profissionais de TI

Pouco ou nenhum contato com tecnologia de ponta

Trabalhar em um ambiente desatualizado tecnologicamente, com softwares defasados, hardwares que não atendem e pouco empenho da gestão da empresa em mudar este cenário faz com que profissionais se sintam insatisfeitos e busquem recolocação no mercado em uma empresa que “respira” tecnologia

Liderança fraca e pouco inspiradora

Segundo o estudo, a segunda maior queixa é de fato alguém para se inspirar. Esta liderança pode ser técnica, alguém admirável ou até um apoio de mentoria para a carreira. Quanto menor a influência ou a capacidade de influenciar, temos um valor inversamente proporcional, ou seja, maior, da falta de empenho dos colaboradores. Um dos desafios das empresas é de fato identificar os talentos que possuem habilidades de liderança, aprimorar e polir esta qualificação ainda tão rara nos profissionais de tecnologia.

Rotina e falta de desafios

Não podemos nos esquecer que bons profissionais são movidos pelos desafios. O ambiente de trabalho, a “liberdade” de inovação e o propósito do cargo influenciam diretamente na decisão de aceitar ou não uma nova oferta na empresa atual, ou em uma nova empresa.

Pouca ou nenhuma flexibilidade

Este é um quesito extremamente delicado de se tratar. Cada vez mais profissionais buscam a flexibilidade de horário e trabalho remoto, contudo, muitas empresas ainda não estão prontas para medir a produtividade de uma forma assertiva. Aliado a este quesito temos ainda a cultura de que o colaborador rende mais trabalhando na empresa, e procrastina ao efetuar trabalho remoto. Há também casos onde esta flexibilidade não é possível, fazendo com que o fator de interesse em novas oportunidades aumente.

O fato é que seja qual for o segmento da empresa e da atuação, é importante rever estas questões e buscar esta flexibilidade dentro dos níveis que a função requer e permite.

Remuneração não condizente com o mercado

Por último nesta lista temos a tão sonhada remuneração. Hoje, muitos profissionais sabem que este não é o fator decisivo, mas sem sombra de dúvidas, um fator chave na avaliação de qualquer nova oportunidade.

Profissionais qualificados sabem de seu valor no mercado. Uma frase dita pelo diretor de operações da Yactoo traduz bem:

“Quanto mais estratégica a tecnologia for para o negócio – se ela for parte do core business ou se é indispensável para o crescimento da empresa – maior a importância das organizações de se adequarem a essas exigências”

Para escrever este artigo, usei outros artigos:

https://itforum365.com.br/5-maiores-reclamacoes-dos-profissionais-de-ti-no-ambiente-de-trabalho/

https://exame.abril.com.br/carreira/9-obstaculos-que-impendem-o-sucesso-na-carreira-em-ti/

http://innovision.com.br/os-problemas-de-ti-segundo-as-proprias-empresas/

Gostou deste artigo? Clique no banner acima e ajude o site a crescer!
Comente conosco seu ponto de vista e acompanhe também nossa sessão de artigos. Deixe seu e-mail ao lado para receber as novidades e se você tiver outras dicas de áreas tecnológicas, compartilhe conosco mandando seu artigo


Sobre Diego Duarte

Diego Duarte atua como coordenador de suporte, é apaixonado por TI e arranha um violãozinho nos finais de semana

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário